Ferramentas Pessoais
a a a
Resenhas / Aprenda a contemplar os astros

Aprenda a contemplar os astros

Manual ensina os primeiros passos para quem deseja observar o universo

Por: Igor Waltz

Publicado em 05/02/2008 | Atualizado em 03/12/2009

Para observar os astros não é preciso ser astrônomo ou estar munido dos mais avançados equipamentos, como telescópios movidos por computadores com tecnologia de produção de imagens. Um simples binóculo ou a observação a olho nu já são suficientes para dar o primeiro passo. Os aficionados ou curiosos podem aprender essa ou outras dicas no livro Guia ilustrado Zahar – Astronomia, do autor inglês Ian Ridpath, membro da Real Sociedade Astronômica britânica.

Ridpath publicou diversos livros sobre astronomia, entre eles o Norton's Star Atlas, considerado por especialistas uma das melhores obras sobre observação do céu. Ao contrário de seus livros anteriores, o Guia ilustrado destina-se acima de tudo àqueles que estão começando a se aventurar por esse ramo da ciência.

Na primeira parte do guia, o autor constrói um panorama histórico da astronomia desde os primórdios, com os babilônios e sua intrínseca relação com a superstição e a astrologia, e os gregos, que fizeram os primeiros estudos sobre os princípios físicos por trás do comportamento dos astros. Ridpath ainda analisa, de forma breve e direta, os avanços tecnológicos durante a Renascença, as descobertas feitas nos séculos 19 e 20, as primeiras tentativas de se entrar em órbita, a exploração do Sistema Solar, a corrida espacial, a era das estações e ônibus espaciais e as tecnologias mais modernas aplicadas à astronomia.

A obra também ajuda os principiantes a se familiarizar com a parte teórica da astronomia. Por meio de gráficos e fotografias, Ridpath explora esse campo científico e faz um verdadeiro mapeamento do espaço. O autor explica as diversas teorias sobre a formação do universo (entre elas o Big Bang), o surgimento das galáxias, a classificação das estrelas, a composição do Sistema Solar e outros fenômenos que fazem parte da dinâmica celeste.

A segunda parte do guia se destina a mostrar aos leitores fundamentos mais práticos da observação dos astros. Ridpath apresenta os tipos de equipamento disponíveis, como binóculos e telescópios, e seu funcionamento. Além disso, o livro traz mapas de estrelas para auxiliar os observadores e calendários com datas de luas cheias, eclipses e passagens de corpos celestes próximo à Terra até o ano de 2015.

Não se trata exatamente de uma leitura linear, e sim de um guia consultivo. O livro pretende ser um ponto de apoio para aqueles que querem aprender a desbravar o espaço sem sair do conforto do quintal de casa. Munidos de equipamentos simples, observadores amadores podem detectar mudanças no brilho de corpos celestes, registrar passagens de chuvas de meteoros e analisar fenômenos atmosféricos.

A idéia do Guia ilustrado é mostrar ao leitor o mundo novo que ele pode descobrir ao observar mais atentamente o céu. Ainda que não apresente novidades para os que já dominam o tema, o autor realiza um trabalho bastante didático, com uma linguagem simples, sem ser, no entanto, superficial. Além da curiosidade, o livro também busca suscitar questões como: “Estaríamos sozinhos no universo?”. De maneira instigante, Ridpath consegue envolver o leitor, tratando de um tema que por si só é capaz de mexer com a imaginação de muitas pessoas.

Guia ilustrado Zahar – Astronomia
Ian Ridpath (trad.: Maria Luiza X. de A. Borges)
Rio de Janeiro, 2007, Jorge Zahar
Tel.: (21) 2108-0808 / 2108-0809
300 páginas – R$ 54,00  


Igor Waltz
Ciência Hoje On-line
05/02/2008

 

 
Ações do documento